ponto de equilíbrio

As coisas vão ganhando rumo quando decidimos olhar para dentro de nós mesmos para buscarmos nossa própria força. Mesmo em meio à deslizes, é possível enxergar além. Por mais distante que pareça, um dia chegaremos no nosso ponto de equilíbrio.

E tudo recomeça. Todo aquele ciclo do saber, tão árduo e, muitas vezes, indecifrável. A tal da dor da evolução que vem e vai.

Hoje me olhando no espelho percebi alguns traços em meu sorriso que anteriormente não tinha percebido. Talvez ainda não tinha tido um olhar tão leve para me enxergar com mais amor, com mais paixão por mim mesmo, com mais ânsia por essa nova etapa que a vida me proporcionou.

2020 foi e está sendo um ano repleto de surpresas. Ruins e boas… mas edificadoras, que me forçaram a sair completamente da minha zona de conforto para aprender a lidar com meus maiores gigantes. Foi um ano intenso. E quando olho para trás, vejo o quanto percorri e penso que possivelmente já tenha aprendido o bastante…. a vida vem e me apresenta uma nova etapa.

Talvez há muito mais a se conhecer a respeito do meu próprio eu. É tudo muito mais assustador e excitante do que imaginamos. E eu me pego mergulhando nessa imensidão, disposto a conhecer cada caixinha fechada, de peito aberto… com um amor incondicional por mim. Aquele que me levantou quando ninguém mais seria capaz disso e me trouxe até aqui…

[de dezembro de 2020]