daquelas felicidades bobas

Lembro-me daqueles finais de semana, junto com toda a família… Daquele frio na barriga que dava um dia antes.
De todo mundo reunido na sala, assistindo incansavelmente ‘Titanic’. E eu sempre interessado na parte da ‘segunda fita’, que era a parte em que o colossal barquinho começava a afundar e vinha aquele drama todo do casal tentando se salvar. Achava o máximo aquilo tudo. Mas sempre dormia quando estava acabando. E já acordava cedo, com todo mundo se preparando pra sair cedo e aproveitar o longo dia em família que teríamos.
Nesse caso, a família, inclui – quase – todos os meus primos. Na época era a maior alegria ver aquela sala lotada de gente. Meus pais sempre cediam a casa, e virava aquela bagunça. Nunca fui acostumado com a casa vazia mesmo. Sempre gostei daquele tanto de gente me ajudando a bagunçar.
Acho que tudo era mais legal um dia antes, sabe. Aquele friozinho na barriga era a melhor parte. Aquela sensação boa de que tudo estava bem, mas ia ficar melhor.

Essas coisas são lembranças só minhas. Coisas que estão guardadas aqui dentro do meu coração.
De vez em quando elas saem pra me dar um ‘Oi’ e me fazem viajar para um lugar que só eu tenho acesso e me deixam esboçar um leve sorriso de felicidade. Sim, daquela genuína. Daquela felicidade que não se preocupa com dinheiro, com decepções, com julgamentos… com nada, sabe. Aquela felicidade boba que te faz, apenas, aproveitar o momento… aproveitar a vida de uma maneira mais pura e mais leve.

Amo essas lembranças que me visitam uma vez aqui… outra lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s