e a chuva…

Aquele tempo chuvoso sempre foi mais reflexivo. Ele traz consigo tantas lembranças, alegrias, frustrações, medos, arrependimentos…
Olhando de um certo ângulo meio confuso, a chuva serve pra regar a terra seca daqui de dentro do peito.
E é na chuva que as coisas vão se perdendo. Em meio a tanta coisa acontecendo freneticamente… queria um descanso, um refúgio. Um abrigo onde eu pudesse esperar a tempestade passar.
Queria que as coisas acontecessem na hora certa ou que eu pudesse enxergar que o certo é como está.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s