tempo…

aquele que se encarrega de trazer e levar. Aquele que é responsável pelo esquecimento, pela presença e pela ausência.
Queria eu, um dia, poder entender todos os seus mistérios… todos os seus motivos.
Preciso entender que certas fases são necessárias para encontrar-me. Preciso entender que me perder nas linhas da vida é o que me ajuda a traçar minhas metas e voltar à estável luta; aquela que nunca acaba.
Meio cômico a conformação com a luta… mas a verdade é que isso já virou tão comum, que já não me importo mais. Não sei se estou errado, mas é assim que vejo.
Agora o tempo é de consertar o que foi feito, tentar retornar ao princípio em que tudo era mais belo, tudo era mais simples de viver, tudo era mais simples de entender.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s