Intrigante não?

Como é engraçado aquele tipo de pessoa que não te deixa um instante quieto, e que ainda por cima não quer que você expresse suas emoções ou suas decepções…
Queria que cada um cuidasse da vida que têm. Quem é que pode dizer se eu aprendi ou não com a vida? Não vou e não quero provar para ninguém o quanto eu aprendi! Tenho que provar é para mim mesmo, e não para as “pessoas”.
É intrigante como as pessoas tentam cuidar da sua vida e saber mais dela do que você mesmo.
Ninguém pode dizer se eu continuo no erro ou não! Só quem pode responder essa pergunta sou eu. E eu vou responder: Vida minha, vontades minhas, pensamentos meus e atos meus. Não preciso de ninguém que queira administrar meus atos e dar opiniões “não-bem-vindas” na minha vida.

(…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s